segunda-feira, 11 de maio de 2009

SOLTEM OS DRAGÕES

Hoje nem deveria postar nada, estou meio chateado, mas também acho legal usar o canal para me expressar, mesmo que não nos meus melhores dias!

Nos contos da carochinha (abrasileirando o conto de fadas), depois do casamento príncipe com o seu amado (me dêem licença) a minha história possuí dois príncipes, demos folga para a Cinderela, Rapunzel e todas as demais Divas dos contos encantados, voltando ao assunto união “eterna” sob as bênçãos das fadas madrinhas, élfos e toda legião encantada do bem, as histórias terminam com um “foram felizes para sempre”. O fascínio pelo sonho de um amor eterno continua presente até mesmo entre as “Barbies”.

Mas, ao contrário do que desejariam os que embarcam no sonho da união perfeita, príncipes e príncipes (já pedi licença minha versão é gay) transformam-se com freqüência nos sapos, ogros e bruxos que dão origem a todo tipo de brigas, distanciamentos e separação (não necessariamente nessa ordem). É quando o príncipe se arrepende do beijo inicial dado para despertar o belo adormecido que posteriormente se tornou o não tão belo e aborrecido.

Viver feliz para sempre é algo que só encontramos nos contos de fada e haja encantamento para manter a vida em comum 100% do tempo um mar de rosas, tolerância é uma poção que não pode faltar na dispensa de qualquer castelinho que se preze.

Ultimamente vi a torre, consegui avistar a figura adormecida no seu topo, porém não havia elevador ou escada rolante e a preguiça falou mais alto do que a encantamento, e afinal deixe-o dormir, sonhar é tão bom. Também tenho outras prioridades no momento, e enquanto essa magia toda não me incentiva continuarei caindo do cavalo (branco) e fugindo dos dragões.

5 comentários:

Fernando disse...

Espero que nao tenhas se machucado com a sua queda do cavalo branco como eu.

RP disse...

A resposta (se é que você procura isso) para tudo isso está no que você mesmo escreveu: "Também tenho outras prioridades no momento, e enquanto essa magia toda não me incentiva continuarei caindo do cavalo (branco) e fugindo dos dragões"...

;)

ANDRÉ MANS disse...

eu nunca sinto preguiça para o amor!

pauloveras disse...

Muito bom o texrto que voce postou sobre os contos de fadas. Me fez lembrar de um livro muito bom, embora complicado: A piscanálise dos contos de fadas. Muito bom!
Abraços (me visita)

FOXX disse...

ah
já desisti de principes a mto tempo